Ir para o conteúdo
Noticia Arquivada

Estado quer garantir complexo naval

Os planos do Governo do Ceará para o fortalecimento de sua indústrias naval já são bem mais ousados. O Executivo luta agora para garantir um completo naval, unindo, em um mesmo lugar, dois novos estaleiros. O projeto foi levado na semana passada pelo presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico do Ceará (Adece), Antônio Balhmann, ao presidente da Transpetro — subsidiária da Petrobras —, o cearense Sérgio Machado.

´Fui conversar com Sérgio Machado e os entendimentos estão avançando, mas preferimos manter as negociações sob reserva´, afirma Balhmann. Segundo ele, o governo está trabalhando para a atração de um estaleiro de grande porte e, junto à sua estrutura, um outro de porte menor, para a construção de barcos de apoio. ´Esta é a nossa idéia, mas existem vários estados brigando para garantir o empreendimento´.

Apesar de empresários do setor já terem afirmado que o Ceará não possui áreas propícias para a construção de um estaleiro de grande porte em seu litoral, Balhmann diz que duas possíveis localizações foram apresentadas, sem revelar quais. Em agosto do ano passado, contudo, o governador afirmou Diário do Nordeste que existe um projeto já elaborado para a construção de uma indústria de navios off shore (fora da costa) no Terminal Portuário do Pecém.

Balhmann informa que estes locais estão sendo avaliados, assim como também estão sendo estudados os investidores que entrariam no projeto.

Atualmente, o Inace (Indústria Naval do Ceará) é o único estaleiro do Estado, construindo navios de guerra, de pesca, iates, rebocadores e outros tipos de embarcações de pequeno e médio porte. O Governo Federal está investindo na recuperação de sua indústria naval. A Transpetro recebe atualmente propostas para a construção de novos 15 navios, através do Programa de Modernização e Expansão da Frota Nacional de Petroleiros (Promef 2).

 

(Fonte: Diário do Nordeste – Fortaleza – Editoria: Negócios)