Ir para o conteúdo
Noticia Arquivada

Aprovada proposta da KN para correia

O consórcio construtor Pecém KN, formado pela cearense Normatel e pela mineira Koch do Brasil, deverá mesmo ser o responsável pelo fornecimento e instalação da correia transportadora de minério, do terminal portuário do Pecém, em São Gonçalo do Amarante. Única concorrente da licitação pública, o consórcio KN apresentou o preço de R$ 148,3 milhões, valor que já foi avaliado pela Secretaria Estadual de Infra-Estrutura (Seinfra), avalizando o grupo a executar a obra.

´A Seinfra deu parecer positivo para que o Consórcio Normatel-Koch realize a obra´, confirmou no fim da tarde de ontem a vice-presidente da Comissão Central de Licitações do Estado, Maria Betânia Sabóia. Ela ressalta, no entanto, que o parecer Seinfra ainda será avaliado pela Comissão Estadual de Licitações e que o resultado final e conclusivo será oficialmente anunciado na próxima quarta-feira.

´Fatalmente, ele (o consórcio KN) será o vencedor. Somente se detectarmos alguma falha na avaliação da Seinfra, o processo será revisto´, sinalizou Betânia Sabóia. Conforme disse, se a análise dos preços e condições de executar a obra estiveram corretas, a comissão irá elaborar um edital de classificação, para divulgação em cena pública e na Internet, encerrando o procedimento licitatório. Daí, explica Betânia, o processo retorna para a Seinfra, que fará, em seguida, a homologação e contratação dos serviços.

A correia será necessária para que o carvão mineral seja levado do berço de atracação do porto até a siderúrgica e a termelétrica da MPX. A capacidade nominal de transporte ser de 2.400 toneladas/hora. A instalação da correia tem prazo de dois anos para sua conclusão.

 

(Fonte: Diário do Nordeste – Editoria: Negócios)